• Equipe Confina Brasil

Bem-estar animal e uso de tecnologias se destacam nos confinamentos de Mato Grosso

Confina Brasil continua sua jornada em Mato Grosso!

boi no confina brasil
Fazenda Bigolin - Sapezal (MT) / Foto por Agromovies

Do dia 02 a 10 de agosto, estamos visitando com o Confina Brasil, propriedades de pecuária intensiva em Mato Grosso. O bem-estar animal, uso de modernas tecnologias de manejo e nutrição são características cada vez mais presentes que notamos no estado.


Integração entre agricultura e pecuária

boi no confina brasil
Fazenda Bigolin - Sapezal (MT) / Foto por Agromovies

A Fazenda Bigolin, localizada em Sapezal, do proprietário Natalino Bigolin, trabalha com agricultura e pecuária. Na área animal, conta com um confinamento estratégico, cuja principal característica é o sombreamento com eucalipto, visando o bem-estar dos bovinos.

O confinamento tem capacidade estática para 3.800 animais, mas neste ano está engordando 3.500 cabeças. Na área de pastagem, a propriedade realiza recria com animais comprados e terminação em semiconfinamento. A fazenda também produz algodão, mas não tem algodoeira, estrutura comum em Sapezal.


A dieta dos animais é composta por silagem de milho, a planta inteira, grão úmido e moído, DDG e caroço de algodão, além do premix que contém núcleo e ureia. Também vimos um gado nelore de extrema qualidade e pesado.


Controle de qualidade

Inpasa no confina brasil
Inpasa - Nova Mutum (MT) / Foto por Agromovies

Daniel Sarmento, zootecnista e especialista em nutrição de ruminantes, é supervisor comercial de DDGS da Inpasa Brasil, uma das primeiras indústrias de etanol de milho do país, recebendo nossa equipe na unidade em Nova Mutum.


Sarmento enfatiza que a Inpasa produz o DDGS, fonte de energia e proteína de alto valor agregado para nutrição animal e o óleo de milho utilizado como indutor energético na fabricação de rações e biodiesel. Para ele, o DDGS não é coproduto do etanol, mas um ingrediente, sendo um diferencial do produto, uma vez que a Inpasa produz ingredientes e não coprodutos.


A empresa, que é patrocinadora do Confina Brasil, investe em tecnologia para extração dos produtos de milho, como etanol, óleo e DDG. Este último insumo tem alto padrão, se diferenciando na nutrição animal, uma vez que as usinas produtoras de DDG no Brasil normalmente trabalham sem standards de qualidade.


A necessidade de uma equipe integrada

boi cocho no confina brasil
Fazenda Bragança - Lucas do Rio Verde (MT) / Foto por Agromovies

A Fazenda Bragança, em nossa visita por Lucas do Rio Verde, é liderada pela pecuarista Denise Conceição Zottis Boscoli. Com foco em gestão de pessoas, ela reforça que a equipe deve ser integrada e que a conversa deve estar sempre presente. A propriedade está com o confinamento em plena expansão, com pretensão de chegar até 50 mil animais/ano. Hoje, termina 15 mil animais/ano, além do investimento em tecnologia, como por exemplo, os cochos, que são da Confinart, uma das empresas patrocinadoras do Confina Brasil.


Por aqui, também se busca cada vez mais aproveitar os subprodutos da agricultura própria, uma vez que são produtores de semente de genética, soja e milho, os quais comercializam no mercado. Por exemplo, o milho produzido na Bragança é comercializado com a Inpasa. Em troca, a Inpasa fornece DDG, usado na dieta dos animais.


Interessante observar o perfil de negócios das mulheres, a fazenda conta com mais de 250 colaboradores, que recebem total atenção e suporte, desde acompanhamento social e sanitário, palestras, treinamento e alimentação. Além disso, estão implantando equipamentos para o gado se distrair nas baias do confinamento, visando o bem-estar animal, assim como as novas baias, que têm sistema de sombreamento. Denise veio da arquitetura e toca o sistema de pecuária mostrando amor e muita paixão pelos negócios.


Pra você se localizar!

fiat strada no confina brasil

Confira o cronograma da 2ª Rota do Confina Brasil:

  • 26 de julho: Ji-Paraná, Rolim de Moura, Porto Velho (RO)

  • 26 e 27 de julho: Ariquemes, Ouro Preto d'Oeste (RO)

  • 27 de julho: Santa Luzia do Oeste, São Felipe do Oeste, Pimenta Bueno (RO)

  • 28 de julho: Pimenta Bueno (RO)

  • 28 e 29 de julho: Chupinguaia, Vilhena (RO)

  • 30 de julho: Corumbiara, Cerejeiras, Colorado do Oeste (RO)


  • 02 e 03 de agosto: Sapezal (MT)

  • 03 de agosto: Nova Mutum (MT)

  • 04 de agosto: Lucas do Rio Verde, Tapurah (MT)

  • 05 de agosto: Sorriso, Juara (MT)

  • 05 e 06 de agosto: Sinop (MT)

  • 09 de agosto: Guarantã do Norte, Nova Canaã do Norte, Colíder (MT)

  • 09 e 10 de agosto: Matupá (MT)

  • 10 de agosto: Nova Guarita (MT)


  • 12 e 13 de agosto: Santana do Araguaia (PA)

  • 13 de agosto: Casa de Tabua (PA)

  • 16 de agosto: Redenção e Rio Maria (PA)

  • 16, 17 e 19 de agosto: Xinguara (PA)

  • 17 de agosto: Xinguara, Água Azul do Norte (PA)

  • 18 de agosto: Canaã dos Carajás, São Felix do Xingú (PA)

  • 20 de agosto: Palmas (PA)

Quem está conosco nessa jornada?

equipe scot consultoria e fiat strada

O Confina Brasil 2021 tem apoio e Patrocínio Ouro das seguintes empresas:

Na cota Prata, contamos com as empresas:

A expedição conta ainda com o patrocínio da montadora Fiat e apoio institucional da Assocon, Embrapa Pecuária Sudeste, Embrapa Informática, Hospital de Amor de Barretos e Sociedade Rural Brasileira.


O mapeamento

técnico scot consultoria inpasa no confina brasil
Inpasa - Nova Mutum (MT) / Foto por Agromovies

Vamos viajar por 11 estados, visitar 120 propriedades, além de atualizar de forma remota os confinamentos visitados em 2020, totalizando a pesquisa em 14 estados. No total, o estudo reúne informações de propriedades responsáveis pela terminação de mais de 2 milhões de bovinos em confinamento.


Vê se não esquece de seguir a nossa página do Instagram no @confinabrasil, por lá você acompanha toda a rotina da nossa equipe pelos Stories. #issoéconfinabrasil.