• Por Bruno Santos

#Ep12 – Os diferentes focos da mesma pecuária

Iniciamos o mês de outubro e mais um dia de expedição no município de Terenos, de pouco mais de 17,5 mil habitantes. Já nas primeiras horas da manhã, sob forte calor da primavera sul-mato-grossense chegamos no primeiro confinamento.


A propriedade com capacidade estática para 4 mil animais e abate anual médio de 7 mil bois, tem como foco principal a prestação de serviço por boitel, inclusive construiu, recentemente, baias menores para receber boiadas de pecuaristas parceiros com menos de 100 animais.


Bem-estar é a palavra de ordem na propriedade e esse cuidado inicia-se desde o primeiro momento que os animais desembarcam na fazenda. Toda a recepção dos bois é feita a pasto em piquetes grandes para eles acostumarem a comer um volume maior de concentrado no cocho.


Os proprietários também realizam a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), que tem muita importância na estratégia do negócio. E essa integração realmente acontece na prática. O que chama a atenção logo de cara de quem entra na fazenda é a quantidade de árvores que fornecem sombra no confinamento, proporcionado um conforto térmico muito aparente aos animais.


Outro detalhe importante é que nos locais onde não há arborização, foi instalado o sistema de sombreamento artificial por sombrites. Segundo os proprietários, o projeto foi ideia de um dos colaboradores da fazenda. A sugestão foi acatada e hoje o resultado é visível com o bem-estar do gado nas baias.


Seleção genética direcionada


Ainda no município de Terenos, partimos para a segunda visita do dia, rumo a fazenda que é uma das mais importantes vendedoras de sêmen do mundo. A propriedade utiliza o confinamento de capacidade estática para 1.000 cabeças de forma estratégica.


É no local que realizam os testes de provas de eficiência de ganho de peso dos bovinos. A iniciativa visa a sustentabilidade e é extremamente importante, pois desenvolvendo animais eficientes na produção de carne terá menos consumo de insumos.


Além disso, outro diferencial é a seleção genética direcionada que os proprietários fazem, com foco em bois mais adaptados e com melhor aptidão para o confinamento. O objetivo é desenvolver bois que comportem pasto, mas que tenham maior eficiência alimentar para ter bom desempenho em confinamento, ferramenta mais utilizada hoje para terminar gado no Brasil. Com esse direcionamento, comprova-se que o Brasil também está se preparando para a terminação cada vez mais intensiva.


Nutrição eficiente



Nos despedimos do município de Terenos e seguimos com destino à cidade de Jaraguari, também em MS. Após cerca de 100km de estrada chegamos a última parada do dia.


O confinamento com capacidade estática para 2 mil cabeças, tem foco no gado próprio e estão se preparando para aumentar estrutura nos próximos anos. A fazenda de pecuária tradicional, no sistema de gestão familiar, dedica-se a intensificar a recria.


Com um simples ajuste no manejo nutricional e de pastagem, os proprietários conseguiram diminuir em 30% o tempo de recria dos animais. Com isso o rebanho recriado começou a ficar mais pesado e a saída foi o confinamento para conseguir terminar de forma eficiente essa boiada.

Outro importante diferencial da propriedade é o que eles chamam de “pré-condicionamento”. Os animais recriados a pasto, são apartados e preparados para o confinamento. Essa preparação começa com uma área de cochos suficiente para quantidade de cabeça dando a mesma dieta, batizada de “total”, que será a mesma que a boiada receberá no confinamento.



Assim, já começam a se habituarem com ela a pasto e ficam em torno de 20 dias nesse processo de adaptação ao cocho para quando entrarem no confinamento estarem preparados. A estratégia tem mostrado eficiência, pois os animais já entram no sistema intensivo totalmente adaptados e não há perdas zootécnicas e de manejo. Assim, evita-se praticamente 100% do estresse que geralmente causa sodomia, rejeito de cocho e disputa de dominância.


Agora, seguimos na estrada rumo a Chapadão do Sul, cidade onde visitaremos mais dois confinamentos nesta sexta-feira. #issoéconfinabrasil

PATROCINADORES

APOIO INSTITUCIONAL

APOIO DE MÍDIA

REALIZAÇÃO

Rua Coronel Conrado Caldeira, 578 | Bebedouro - SP - Brasil - 14701-000

+55 17 3343 5111 | +55 17 98107-2666confinabrasil@scotconsultoria.com.br

BM-logo02_branco.png

Copyright 2020.

  • Confina Brasil Instagram