• Confina Brasil

#Ep19 – Chegamos em Goiás!

Após um merecido descanso, baterias recarregadas, estratégias realinhadas e pé na estrada, seguimos cerca de 500 km da nossa base em Bebedouro (SP) até Maurilândia, de pouco mais de 13 mil habitantes, no interior de Goiás.



A primeira propriedade visitada na região, de 7.500 hectares, está dividida em 60% agricultura e 40% pecuária intensiva. Com capacidade estática para 13 mil bois, a fazenda este ano abaterá menos animais. O motivo? A mesma questão que identificamos entre os pecuaristas paulistas: o alto preço da reposição.


Segundo o gestor da fazenda, mesmo com um planejamento bem estruturado, esse aumento da reposição saiu muito além da curva prevista, por isso, refizeram a estratégia e optaram por diminuir o número de animais a confinar.

Na engorda, há gado próprio e cerca de 30% de bois de parceiros na modalidade de boitel. Na agricultura, a propriedade é superintensificada, contando com 12 pivôs para garantir que não falte água para a lavoura, com projeção para aquisição de mais quatro equipamentos.

Sob os pivôs cultivam soja, milho e uma pequena área de feijão. Trabalham ainda com a Integração Lavoura-Pecuária (ILP) de forma estratégica, ou seja, o processo só é realizado quando conseguem preparar o pasto para o gado.

Recria intensificada


Nos despedimos de Maurilândia e seguimos rumo a Santa Helena de Goiás, distante a 50 km, para a segunda visita do dia. No município chegamos em um renomado confinamento na região que tem capacidade estática para 22 mil cabeças. Na estratégia de negócios dos proprietários há bois próprios, mas também realizam prestação de serviço por boitel.



Um dos diferenciais da fazenda é que os proprietários otimizam a gestão realizando a recria no cocho para aproveitar toda a estrutura que há no local, como a fábrica de ração própria e os funcionários do confinamento. A estratégia é bem alinhada: os proprietários compram os bezerros, os desmamam entre 180 kg e 210 kg e os recriam com o ganho de peso médio diário de 800 gramas/animal. Assim, seguem a intensificação até a terminação e, posteriormente, o abate desses bois.


Amanhã nossa expedição visita mais um confinamento em Santa Helena de Goiás e depois segue para Rondonópolis, já no Sul de Mato Grosso. #issoéconfinabrasil.



PATROCINADORES

APOIO INSTITUCIONAL

APOIO DE MÍDIA

REALIZAÇÃO

Rua Coronel Conrado Caldeira, 578 | Bebedouro - SP - Brasil - 14701-000

+55 17 3343 5111 | +55 17 98107-2666confinabrasil@scotconsultoria.com.br

BM-logo02_branco.png

Copyright 2020.

  • Confina Brasil Instagram