• Confina Brasil

Gestão de pessoas: por que fazer esse investimento?

Atualizado: Jun 10



É notória a modernização tecnológica na pecuária, muitas tecnologias chegaram para a melhoria dos resultados.

O pecuarista também se modernizou. Hoje é rotina o trabalho diário com números, indicadores zootécnicos, apuração dos custos, genética, nutrição e sanidade. Esses procedimentos são de domínio entre os profissionais do setor.

No entanto, são muitas as tecnologias disponíveis e, na prática, nem sempre o potencial desses recursos é explorado integralmente.

Um time formado com os melhores profissionais não é suficiente para vencer um desafio. Se não houver sintonia, orientação e engajamento da equipe, as chances de fazer um bom trabalho diminuem consideravelmente.

É necessário ter um time competente, motivado e em sinergia.

A formação de uma boa equipe que potencialize os resultados é uma necessidade. Para tanto é preciso instrução, treino e foco.

É por isso que a gestão de pessoas é importante para construir uma equipe autônoma e que rodará todas as engrenagens de forma exemplar.


Construção de uma equipe com espírito de dono

“Capacite os seus colaboradores para que eles possam partir. Trate-os bem para que prefiram ficar (Brason, R.)”

Isso pode soar como algo poético, sem nexo ou impossível de ser aplicado. Mas, é uma realidade em muitas empresas dedicadas à pecuária. Essa é uma questão abordada por especialistas do setor como um elemento-chave para atingir metas, além dos quesitos técnicos e financeiros que produzem resultados palpáveis.

O consultor Antonio Chacker, em um de seus artigos publicados no portal da Scot Consultoria, elenca três “ingredientes” para a estruturação de uma equipe autônoma.

1. Alinhamento

2. Pertencimento

3. Capacitação



E o que é autonomia da equipe?

É quando a fazenda está em pleno funcionamento na ausência do dono, ou seja, o colaborador tem o mesmo espírito do dono, com o mesmo comprometimento e raciocínio, sem a necessidade de cobrança. A construção desse relacionamento com o time é papel do líder.

Todos precisam estar conscientes dos números, objetivos, funções e valores da empresa. A capacitação tem um papel fundamental para o dono, que almeja resultados positivos, e para o colaborador, que é valorizado e motivado a evoluir.

Permitir o sentimento de pertencimento, fazer com que os colaboradores pensem em si como time, é o desejável. Essa conduta é diária, presente a partir das trocas de ideias sobre o negócio entre o dono e sua equipe, produzindo uma sensação de que opiniões têm valor.

O resultado não é instantâneo, mas o foco na sua construção diária tem que ser um hábito.


Autoconhecimento


Cada fazenda, cada empresa pecuária tem sua particularidade e os meios para alcançar o objetivo de ter uma equipe de sucesso, o qual está diretamente relacionado ao autoconhecimento do proprietário seu negócio.

O olho do dono é importante para a partida e iniciativas de ações na fazenda.

Na expedição Confina Brasil, o time da Scot Consultoria colheu depoimentos de boa gestão de pessoas nos confinamentos visitados, que retratam a atualidade da questão e a relevância para bons resultados nesse tipo de empreendimento pecuário.

Por fim, a gestão do negócio é desafiadora em função da crescente competitividade e necessidade de produtividade da pecuária. É um fator motivador de melhorias.

905 visualizações

PATROCINADORES

APOIO INSTITUCIONAL

APOIO DE MÍDIA

REALIZAÇÃO

Rua Coronel Conrado Caldeira, 578 | Bebedouro - SP - Brasil - 14701-000

+55 17 3343 5111 | +55 17 98107-2666confinabrasil@scotconsultoria.com.br

BM-logo02_branco.png

Copyright 2020.

  • Confina Brasil Instagram