• Equipe Confina Brasil

Histórias de superação e sucesso mostram crescimento da pecuária de Rondônia

Confina Brasil finalizou na semana passada sua jornada por Rondônia. Confira como foram as últimas visitas!

boi no confina brasil
Confinamento Delta - Vilhena (RO) / Foto por Agromovies

Busca pela produtividade, investimento em tecnificação, processos de sucessão em andamento e foco nos resultados econômicos, além de histórias de superação, luta e sucesso, caracterizam a pecuária de Rondônia, que concentra quase 13 milhões de bovinos de corte. Esse é o retrato colhido por nós durante expedição Confina Brasil visitando as propriedades do estado.


Confinamento bem organizado

boi no cocho no confina brasil
Confinamento Delta - Vilhena (RO) / Foto por Agromovies

Dois exemplos de profissionalismo são dados pelo Confinamento Delta, em uma de nossas paradas em Vilhena. O proprietário confina 5 mil cabeças, especialmente Nelore e F1 Nelore/Angus, utiliza práticas modernas de gestão e tem boa infraestrutura.


Em uma outra frente, o confinamento contribui para liberar área para a agricultura, atividade que está recebendo altos investimentos. O processo de sucessão está em andamento por aqui, com a entrada dos filhos no negócio.


Bem-estar animal e padrão genético

boi cocho no confina brasil
Confinamento Monte Cristo (RO) / Foto por Agromovies

O Confinamento Monte Cristo foi uma visita que nos chamou atenção pela estrutura impecável do confinamento, o cuidado com o bem-estar animal e o padrão genético do gado Nelore.


A propriedade está reduzindo investimentos em recria para se voltar à cria, com a formação de plantel de 15 mil fêmeas. A equipe é profissional, bem preparada e o avanço da agricultura também está nos planos dos Irmãos Soares.


Um grande projeto

pecuaristas e técnicos scot consultoria no confina brasil
Fazenda Juliana - Chupinguaia (RO) / Foto por Agromovies

A pecuária de Rondônia também reúne grandes projetos de confinamento, como a Fazenda Juliana, que visitamos em Chupinguaia. A capacidade estática é para 43 mil animais, o que torna a propriedade um dos maiores confinamentos do Brasil, em dois giros, são terminados mais de 80 mil cabeças. A fazenda também produz grãos, como soja e milho, em 8 mil hectares.


O grande número de animais faz com que a reposição envolva animais de várias idades e diversidade genética e isso impacta diretamente o tempo que os animais ficam no cocho, pois os mais jovens necessitam crescer antes de engordar, fazendo com que a terminação seja mais longa. O confinamento utiliza 2,15 milhões de litros de água por dia, volume suprido por um sistema de bombeamento extremamente eficiente, composto por 16 rodas d'água em degraus.


Gestão com olhar para o futuro

boi cocho no confina brasil
Fazenda São Domingos (RO) / Foto por Agromovies

Uma bonita história de sucessão familiar ocorre na Fazenda São Domingos, de Maércio Sartor, engenheiro agrônomo, esalqueano, que foi para Rondônia com a missão medir as glebas no período de colonização do estado.


A propriedade é atualmente gerida pelo seu filho, Daniel Sartor, para quem o segredo de uma boa gestão é ter boas pessoas e valorizá-las. Isso aconteceu com o gerente Guilherme, agrônomo atento aos detalhes e dedicado à operação da fazenda.


Com isso, o empresário tem a tranquilidade para fazer a administração geral, focando na gestão de risco da produção, insumos, animais e mercado de produtos agrícola, além disso, a São Domingos tem produção própria de grãos e atividade de confinamento na modalidade de prestação de serviço.


Preocupação com manejo dos animais

boi cocho no confina brasil
Confinamento GM (RO) - Foto por Agromovies

A preocupação com o manejo dos animais é destaque no Confinamento GM, em Corumbiara. O capataz Jair, há mais de 20 anos na fazenda, faz questão de manter a tradição dos bois sinuelos, animais treinados para amadrinhar os novatos que chegam na fazenda.


A propriedade tem capacidade estática para 10 mil animais e mais 15 mil cabeças em semiconfinamento nas áreas de ILP (Integração-Lavoura-Pecuária). Parte dos animais terminados no confinamento é criada pelo próprio grupo e garante a produção dos animais 1/2 Angus para uma marca de carne premium.


Operação enxuta e com bons resultados

pecuaristas e técnicos scot consultoria no confina brasil
Confinamento Josélio Andreatta - Colorado D'Oeste (RO) / Foto por Agromovies

A estrutura e o padrão de animais, além do cuidado com a dieta, são diferenciais do confinamento de Josélio Andreatta, que visitamos em Colorado D’Oeste. A propriedade, tem capacidade estática para 1 mil cabeças e existe há dois anos, sendo tocada pelo próprio dono e familiares. É uma operação enxuta, mas que rende bons resultados.


O senhor Josélio também compra e vende animais de reposição e, com isso, está sempre bem informado, acompanhando de perto as oportunidades de compra. O gado é anelorado, porém, observamos a utilização de F1 Angus x Nelore e F1 Murray Grey x Nelore, que nos chamou atenção pela qualidade similar ao F1 angus.


Uma história de sucesso

pecuaristas e técnico scot consultoria no confina brasil
Confinamento Alto Bonito - Colorado D'Oeste (RO) - Foto por Agromovies

Outra propriedade que visitamos em Colorado D'Oeste, foi o Confinamento Alto Bonito, de Ronivelto Foss, que roda o ano todo. O proprietário trabalha com o sistema de boitel, em sistema de parcerias e diária e a maior lotação ocorre no período da seca. A capacidade estática é para 5.000 cabeças, mas o plano é expandir para 9.000 animais.


Vimos aqui mais uma história de sucesso, uma marca na pecuária de Rondônia. O Sr. Ronivelto chegou ao estado sem recursos e estudou no colégio agrícola de Colorado D'Oeste. Seu primeiro emprego foi na limpeza de áreas para pecuária e lavoura. Depois, seguiu para o comércio de produtos agropecuários, chegando a ser responsável por revendas na região. Há quatro anos, investe em seu negócio próprio de confinamento, acompanhando de perto o passo a passo da fazenda.


Pra você se localizar!

Na semana passada finalizamos a primeira semana da segunda rota por Rondônia. Já nessa semana, na segunda-feira, dia 02 de agosto, começamos as visitas em Mato Grosso, passando por propriedades em Sapezel. Hoje, vamos rodar novamente por Sapezal e também em Nova Mutum.


Confira o cronograma da 2ª Rota do Confina Brasil:

  • 26 de julho: Ji-Paraná, Rolim de Moura, Porto Velho (RO)

  • 26 e 27 de julho: Ariquemes, Ouro Preto d'Oeste (RO)

  • 27 de julho: Santa Luzia do Oeste, São Felipe do Oeste, Pimenta Bueno (RO)

  • 28 de julho: Pimenta Bueno (RO)

  • 28 e 29 de julho: Chupinguaia, Vilhena (RO)

  • 30 de julho: Corumbiara, Cerejeiras, Colorado do Oeste (RO)


  • 02 e 03 de agosto: Sapezal (MT)

  • 03 de agosto: Nova Mutum (MT)

  • 04 de agosto: Lucas do Rio Verde, Tapurah (MT)

  • 05 de agosto: Sorriso, Juara (MT)

  • 05 e 06 de agosto: Sinop (MT)

  • 09 de agosto: Guarantã do Norte, Nova Canaã do Norte, Colíder (MT)

  • 09 e 10 de agosto: Matupá (MT)

  • 10 de agosto: Nova Guarita (MT)


  • 12 e 13 de agosto: Santana do Araguaia (PA)

  • 13 de agosto: Casa de Tabua (PA)

  • 16 de agosto: Redenção e Rio Maria (PA)

  • 16, 17 e 19 de agosto: Xinguara (PA)

  • 17 de agosto: Xinguara, Água Azul do Norte (PA)

  • 18 de agosto: Canaã dos Carajás, São Felix do Xingú (PA)

  • 20 de agosto: Palmas (PA)

Quem está conosco nessa jornada?

equipe scot consultoria e fiat strada

O Confina Brasil 2021 tem apoio e Patrocínio Ouro das seguintes empresas:

Na cota Prata, contamos com as empresas:

A expedição conta ainda com o patrocínio da montadora Fiat e apoio institucional da Assocon, Embrapa Pecuária Sudeste, Embrapa Informática, Hospital de Amor de Barretos e Sociedade Rural Brasileira.


Os próximos passos

Na semana passada, finalizamos a primeira semana da segunda rota e no momento já estamos em Mato Grosso, em busca de fazer o raio-x do da pecuária intensiva do país. Vamos viajar por 11 estados, visitar 120 propriedades, além de atualizar de forma remota os confinamentos visitados em 2020, totalizando a pesquisa em 14 estados. No total, o estudo reúne informações de propriedades responsáveis pela terminação de mais de 2 milhões de bovinos em confinamento.


Para acompanhar a segunda semana da segunda rota, agora em Mato Grosso, siga nossa página no Instagram no @confinabrasil e acompanhe os Stories. #issoéconfinabrasil.